28 de setembro de 2021

Fisioterapia respiratória na reabilitação de pacientes | Rádio Sociedade

A fisioterapia exerce um papel fundamental na condução de tratamentos voltados à recuperação do paciente.

Ao contrário do que se possa pensar, as ações da fisioterapia não se limitam aos casos de recuperação de movimentos e da mobilidade física, podendo ser utilizadas também no tratamento para reabilitação de pacientes que tiveram doenças respiratórias.

Em alguns casos, pessoas recuperadas de quadros graves da Covid-19, precisam de acompanhamento médico para restabelecer o funcionamento adequado do sistema respiratório.

Nesses casos, a fisioterapia respiratória é uma abordagem de tratamento que pode trazer muitos benefícios no processo de reabilitação do paciente às suas funções do cotidiano. Esse tema foi tratado pela fisioterapeuta da S.O.S. Vida, Andrea Couto, em entrevista a Rádio Sociedade.

“Agora com o Covid-19, a fisioterapia respiratória é um dos grandes aliados para o tratamento desses pacientes, tanto a nível hospitalar, quanto no pós-hospitalar. Recebemos muitos pacientes pós internação em UTI sendo que foram reabilitados no domicílio. Temos alguns artifícios, alguns equipamentos, algumas condutas essenciais para a reabilitação do paciente pós-Covid”, explica a fisioterapeuta.

Ouça abaixo a entrevista completa

Fisioterapia respiratória para idosos

Um grupo que pode se beneficiar da abordagem da fisioterapia respiratória é a população idosa, pois as doenças respiratórias são uma ameaça grave para pessoas mais velhas.

As doenças respiratórias estão entre as principais causas de óbito em pessoas idosas, alguns fatores naturais favorecem a vulnerabilidade do corpo envelhecido frente a organismos e ambientes capazes de gerarem infecções e doenças no sistema respiratório.

Além do enfraquecimento do sistema imunológico, a fragilidade da caixa torácica e a redução da capacidade pulmonar são alguns dos fatores que aumentam a vulnerabilidade de pessoas mais velhas. Nesse sentido, as ações de fisioterapia respiratória em pessoas dessa faixa etária são preventivas.

“A fisioterapia respiratória para esse paciente é bastante importante, para ajudar a aumentar essa capacidade pulmonar, esse volume pulmonar; ajudar a deslocar essas secreções, a expectoração é muito importante”.

Ações de prevenção são essenciais para reduzir os riscos provocados por esses fatores naturais, melhorando o condicionamento físico e a qualidade de vida do idoso.

Leia também: Fisioterapia é aliada no combate a doenças respiratórias em idosos

Tratamento individualizado

Embora o acompanhamento fisioterapêutico possa ser realizado em qualquer faixa etária, as condutas utilizadas no tratamento irão variar com base em uma série de critérios que serão avaliados na avaliação feita por um profissional da área.

Fisioterapia para reabilitação pós doenças respiratórias

A partir daí, um plano individualizado é elaborado, considerando a idade e as necessidades de cada paciente do paciente.

“Existem sim algumas diferenças de tratamento, porque a gente sabe que os idosos têm algumas limitações, então você precisa adaptar o tratamento para cada indivíduo. Não é uma receita de bolo. Nós sabemos quais são as nossas metas e os nossos objetivos; agora quais são as condutas que a gente vai utilizar, depende da avaliação fisioterapêutica e do tratamento traçado para esse paciente”.

Em alguns casos, a pessoa poderá ter o tratamento conduzido no domicílio e, nesses casos, o plano incluirá tanto o tratamento na casa do paciente, quanto a sua transição ao nível ambulatorial, onde a reabilitação será finalizada.

Deixe um comentário

Assine a nossa Newsletter e receba conteúdos sobre Saúde e Home Care