fbpx A importância das vacinas contra a Influenza e o Coronavírus | S.O.S Vida - Inovando em Saúde
Conheça a S.O.S Vida
Apresentação / Vídeo Institucional Nossa Equipe Núcleo Científico Conceito Linhas de Pesquisa Orientação para Pesquisadores Produções Prata da Casa Artigos / Estudos Certificação de Qualidade
Home Care
O que é Home Care Fluxograma do Home Care Vantagens do Home Care Legislação Acreditação Perguntas Frequentes
Saiba Mais
Artigos Dicas Informativos Notícias
Contato
Ouvidoria Trabalhe Conosco Contato
22 ABR 2021

Com frequência anual, a vacinação contra influenza (vírus causador da gripe) de 2021 ocorre em conjunto com a vacinação contra a Covid-19. Ambas são essenciais, pois proporcionam proteção contra doenças virais transmissíveis.

Após mais de um ano de enfretamento a pandemia da Covid-19, o Brasil começou sua campanha de vacinação que, apesar de contar ainda com doses limitadas do imunizante, sinaliza um avanço no processo de superação da crise sanitária.

O caminho até uma imunização completa da população é longo e requer esforço das autoridades públicas para conseguir as doses necessárias para vacinar todos os brasileiros. Requer, também, atenção e cuidado daqueles que forem recebendo o imunizante, pois é imprescindível seguir todo o esquema vacinal para que uma proteção completa seja conferida.

Durante o estudo de desenvolvimento do imunizante é que é estabelecido quantas doses serão necessárias, qual o intervalo entre as aplicações de cada uma delas e quanto tempo após a segunda dose o indivíduo estará imunizado. Esse ciclo é chamado de esquema vacinal e precisa ser seguido à risca. No Brasil, até o momento as únicas vacinas disponíveis são a Coronavac e AstraZeneca/Oxford, ambas possuem um esquema vacinal que requer duas doses para oferecer proteção completa.

Importância das vacinas
Leia também: Covid-19: Não abandone a segunda dose da vacina

Coronavírus e Influenza

Embora já se conheça a eficácia e a segurança das vacinas disponíveis aprovadas, ainda não se tem certeza quanto ao tempo de duração da imunização proporcionadas por elas. Existe a possibilidade de que a vacinação contra a Covid-19 seja anual, como é o caso de outras doenças virais, a exemplo da gripe causada pelo vírus influenza.

Anualmente o país disponibiliza a vacina contra o vírus influenza e isso ocorre também esse ano. A diferença se dá devido ao cenário da crise sanitária causada pelo coronavírus.

Contudo, essa mesma diferença reforça a importância dessa vacinação, isso porque estar protegido contra o vírus influenza reduz a possibilidade de co-infecção, que é a infecção pelo coronavírus e influenza ao mesmo tempo, o que pode aumentar o risco de óbito.

A vacina contra gripe só protege contra o vírus Influenza (causador da gripe), não sendo capaz de proteger contra nenhum sorotipo do Coronavírus.

[…]

Apesar da vacinação contra gripe não proteger contra a COVID-19, ela protege contra formas graves de gripe e reduz uma sobrecarga ainda maior do sistema de saúde, explica Dr. Matheus Todt, infectologista da S.O.S. Vida.

Outro fator que reforça a necessidade da vacina é a alta ocupação de leitos hospitalares. No cenário atual, uma pessoa que precisar de atendimento médico-hospitalar tem mais de dificuldades de receber essa assistência. Além disso, caso a pessoa não esteja contaminada pela Covid-19, ela irá se expor ainda mais ao vírus ao visitar uma unidade de saúde em busca de atendimento, o que aumenta as chances de contaminação.

Alerta aos idosos

Se a vacina é importante para todos, ela é ainda mais para a população idosa. Isso porque, o envelhecimento promove um enfraquecimento natural do sistema imunológico.

A partir dos 60 anos, há uma redução dos anticorpos adquiridos ao longo da vida, por conta de um declínio no sistema imunológico que é conhecido como imunossenescência.

“Com a queda na imunidade, os idosos ficam mais suscetíveis a infecções, principalmente a forma mais grave da doença. Por isso, a importância de manter o cartão vacinal atualizado para aumentar a imunidade e diminuir as chances de ter essa doença”, explica a geriatra da S.O.S. Vida Luana Brandão.

Importância da vacina da Covid-19 e Influenza

Como as doenças respiratórias estão entre as principais causas de morte dessa população, é de extrema importância se vacinar para estar protegido, ainda mais em se tratando da Covid-19 e das síndromes gripais, que são doenças respiratórias. Porém, estar com todo o cartão de vacina em dia é importante.

Ouça a entrevista completa: Geriatra alerta para a importância de cumprir o calendário vacinal dos idosos | Rádio Excelsior

Como receber ambas as vacinas?

Por ainda não existirem estudos que garanta a segurança da aplicação das duas vacinas (Covid-19 e Influenza) em um espaço muito curto de tempo, a recomendação é que a aplicação de outra vacina ocorra após o intervalo de duas semanas (14 dias).

“Aconselha-se o intervalo de 2 semanas entre as vacinas para evitar que haja a somação dos efeitos colaterais, o que, apesar de não ser grave, pode ser incômodo para o paciente“, explica o infectologista Matheus Todt.

A vacina ainda não está disponível para todos os públicos, portanto é necessário observar o calendário de vacinação para saber se você se enquadra em algum dos grupos.

Vacinação da Gripe 2021

O Ministério da Saúde iniciou a campanha nacional de vacinação contra a gripe em 2021 no dia 12/04, com expectativa de vacinar 80 milhões de pessoas através do SUS.

Os municípios têm autonomia para definir o cronograma de vacinação, de acordo com os grupos prioritários:

  • Crianças de 6 meses a menores de 6 anos;
  •  Gestantes;
  •  Puérperas;
  •  Povos indígenas;
  •  Trabalhadores de saúde;
  •  Pessoas com 60 anos ou mais;
  •  Professores;
  •  Portadores de doenças crônicas não transmissíveis;
  •  Pessoas com deficiência permanente;
  •  Forças de segurança, de salvamento e armadas;
  •  Caminhoneiros;
  •  Trabalhadores do transporte coletivo de passageiros;
  •  Funcionários trabalhando em prisões e unidades de internação;
  •  Adolescentes cumprindo medidas socioeducativas em unidades de internação;
  • População privada de liberdade.

Gripe x Covid-19: Entendendo os sintomas

Na maioria dos casos de infecção por coronavírus, os sintomas são semelhantes aos apresentados em gripes e resfriados, o que pode gerar certa confusão, levando algumas pessoas a procurar unidades de atendimento médico sem que, de fato, seja preciso.

Para esclarecer sobre esse tema, o médico infectologista da S.O.S. Vida, Matheus Todt, falou sobre “Gripe, Resfriado e Covid-19: Sintomas e Cuidados”, durante a Semana do Cuidado na Atenção Domiciliar.

Empresa Acreditada:

Joint Commission International (JCI)

NEWSLETTER
ONDE ESTAMOS
SALVADOR - BA
Av. Dom João VI, 152, Brotas, CEP: 40.285.001
Salvador - Bahia - Brasil
71 3277 8004
ARACAJU - SE
Rua Itabaiana, 952, São José, CEP: 49.015.110
Aracaju - Sergipe - Brasil
79 3712 7904
BRASÍLIA - DF
SHN Quadra 02, nº 87, Bloco F, Sala 820
Ed. Executive Office Tower – Asa Norte, CEP: 70.702.000
Brasília - Distrito Federal - Brasil
61 3771 5490
© Todos os Direitos Reservados - S.O.S VIDA