fbpx Mente equilibrada ajuda na batalha ao Câncer de Mama | S.O.S Vida - Inovando em Saúde
Conheça a S.O.S Vida
Apresentação / Vídeo Institucional Nossa Equipe Núcleo Científico Conceito Linhas de Pesquisa Orientação para Pesquisadores Produções Prata da Casa Artigos / Estudos Certificação de Qualidade
Home Care
O que é Home Care Fluxograma do Home Care Vantagens do Home Care Legislação Acreditação Perguntas Frequentes
Saiba Mais
Artigos Dicas Informativos Notícias
Contato
Ouvidoria Trabalhe Conosco Contato
29 OUT 2020

Símbolo de feminilidade, sexualidade e maternidade, os seios sempre tiveram uma relação direta com a autoestima da mulher. Para muitas delas, eles representam força e liberdade.   

O tratamento do Câncer de Mama muitas vezes implica na retirada parcial ou total da mama, trazendo efeitos físicos e psicológicos para as mulheres.

A jornalista Andrezza Moura, do jornal A Tarde, tratou sobre o tema na matéria “Mulheres resgatam autoestima após luta árdua contra o câncer”, contando a história da pedagoga Lucy Mary Cerqueira que descobriu a doença no seio esquerdo, no final de 2010.

Curada da doença, Lucy confessa que o acompanhamento psicológico também foi muito importante no seu processo de luta contra o câncer, pois nele que ela encontrou e ainda encontra suporte para manter a mente equilibrada diante das adversidades.  “Foi através do acompanhamento psicológico eu consegui mostrar para mim mesma que eu posso, eu quero e eu consigo”, relata. 

Cláudia Cruz, psicóloga da S.O.S. Vida, conversou com a jornalista, reforçando a importância do acompanhamento psicológico para os pacientes oncológicos e seus familiares.

“O câncer é uma doença ameaçadora da vida que traz o estigma de sofrimento e morte. Neste sentido, o suporte psicológico se faz necessário e inclui acolhimento e espaço de escuta às questões mobilizadoras, espaço para expressão de emoções, sentimentos e busca de compreensão da doença e tratamentos, ressignificação do momento de vida com vistas à qualidade de vida, trabalhar medos, angústias e possíveis fantasias sobre a doença e tratamento”, explica.

Psicóloga Cláudia Cruz

A psicóloga defende também que o acompanhamento psicológico deve ser mantido até mesmo após o tratamento.

Confira a matéria completa: Mulheres resgatam autoestima após luta árdua contra o câncer”

Importância da autoestima no tratamento do Câncer de Mama

Cláudia Cruz também falou com o programa “Manhã Excelsior”, apresentado por Fernando Cabus, sobre a importância da autoestima no tratamento do Câncer de Mama.

Ouça a matéria completa.

“O câncer por si só traz o estigma de uma doença maligna, com associação direta com sofrimento e morte.  Quando se apresenta na mama, os impactos podem ser maiores, uma vez que a mama simboliza a feminilidade e fertilidade da mulher”, explica a psicóloga.

Cláudia Cruz alerta que a retirada da mama, total ou parcial, pode ser traumatizante, não só pela perda de uma parte do corpo, mas também pelas alterações que a cirurgia causa na aparência, na sensibilidade e funcionalidade, alterando a percepção da imagem corporal. A perda do cabelo causada pelo tratamento quimioterápico também deixa mais exposta à doença.

“Esses fatores impactam na autoestima e podem gerar tristeza, sentimento de desvalia, vergonha de si mesmo e do outro, comportamento de evitação frente ao espelho, ao toque, entre outros.

O que podemos fazer para melhorar a autoestima? Viver a vida, conviver com a doença e tudo que ela traz.  A doença não pode ser o foco na vida, ela precisa fazer apenas parte da vida.  Sendo assim vale organizar uma rotina que inclua hábitos saudáveis, atividades que dão sentido à vida de cada um, buscar recursos que ajudem a se sentir melhor e mais bonita”.

A profissional lembra que a informação também é um recurso importante.  Buscar informação de fontes fidedignas, como a equipe multiprofissional ajuda a ter uma sensação maior de controle sobre a doença, assim como ajudar a estruturar e dar contorno a essa doença.

E por último, Cláudia Cruz lembra sobre a importância de ter uma rede de apoio, seja família ou amigos, vizinhos e até mesmo a própria equipe assistencial faz com que não nos sintamos sozinhos no processo

Leia também: Cuidados Paliativos beneficia tratamento de câncer de mama ao oferecer assistência multiprofissional

Cuide de sua saúde mental

Cláudia Cruz participou da “Semana do Cuidado na Atenção Domiciliar”, onde abordou o tema “Cuide de sua Saúde Mental”. Confira o vídeo completo.

Leia também: Coronavírus – Os impactos do distanciamento e do isolamento social na saúde mental das pessoas
Empresa Acreditada:

Joint Commission International (JCI)

NEWSLETTER
ONDE ESTAMOS
SALVADOR - BA
Av. Dom João VI, 152, Brotas, CEP: 40.285.001
Salvador - Bahia - Brasil
71 3277 8004
ARACAJU - SE
Rua Itabaiana, 952, São José, CEP: 49.015.110
Aracaju - Sergipe - Brasil
79 3712 7904
BRASÍLIA - DF
SHN Quadra 02, nº 87, Bloco F, Sala 818
Ed. Executive Office Tower – Asa Norte, CEP: 70.702.000
Brasília - Distrito Federal - Brasil
61 3771 5490
© Todos os Direitos Reservados - S.O.S VIDA