Conheça a S.O.S Vida
Apresentação / Vídeo Institucional Nossa Estrutura Núcleo Científico Conceito Linhas de Pesquisa Orientação para Pesquisadores Produções Prata da Casa Artigos / Estudos Certificação de Qualidade
Nossos Serviços
Internação Domiciliar Cuidados Paliativos Ambulatório Oncologia Centro de Infusão de Medicamentos Especiais - CIME
Saiba Mais
Notícias Informativos Dicas
Contato
Ouvidoria Trabalhe Conosco Contato

Seminário destaca trabalhos científicos elaborados a partir de observações e análises em Home Care.

Foram apresentados na manhã desta quarta-feira, 20/11, durante seminário na sede da S.O.S. Vida, 09 trabalhos produzidos por profissionais da empresa e também estudantes de instituições parceiras que utilizaram a S.O.S. Vida como objeto de estudo.

A abertura foi feita pela assessora do Nupec, Gleide Oliveira, e pelo presidente da empresa, Dr. José Espiño, que participou via vídeo conferência diretamente da filial de Aracaju, juntamente com outros colaboradores daquela unidade.

Gleide destacou a importância de poder compartilhar os trabalhos produzidos em 2018 e 2019, com a parceria do Nupec (Núcleo de Pesquisa e Ensino Científico da S.O.S. Vida).

seminario-nupec-homecare

“Esse seminário tem o objetivo de difundir o conhecimento dos colaboradores frente ao Home Care, é um momento de compartilhar as experiências”, acrescentou a assessora, destacando que a S.O.S. Vida tem sido objeto de estudo de pesquisadores externos também.

Os dois primeiros trabalhos apresentados foram desenvolvidos por estudantes da Universidade Federal da Bahia (UFBA), que fizeram as pesquisas com pacientes da S.O.S. Vida. Disse ainda que a intenção é que os trabalhos sejam publicados em revistas científicas e também apresentados em congressos e seminários do setor.

Confira abaixo os resumos dos trabalhos apresentados:

Estratégias de suporte oferecidas ao cuidador de pessoas com dependência em domicílio.

Autor: Rute dos Santos Sampaio; Larissa Chaves Pedreira – UFBA

Com a aplicação dos diferentes instrumentos para avaliação da sobrecarga física, foi constatado que a cuidadora, do estudo de caso, sentia dor no corpo, particularmente ombralgia e cervicalgia. Além disso, referiu cansaço, insônia e exaustão. Conforme escala de sobrecarga de Zarit, evidenciou-se que seu nível de sobrecarga era severo. Essa sobrecarga pode estar relacionada ao cuidado integral e solitário ao idoso, de forma que o cuidador não prioriza a sua saúde, interferindo na sua qualidade de vida e na qualidade dos cuidados prestados. A cuidadora relatou que as intervenções foram eficazes, melhorando sua postura e reduzindo a dor.

Melhorando a vivência do idoso cuidador com o cuidado através de uma intervenção

Autor: Alana Borges dos Santos; Larissa Chaves Pedreira – UFBA

A atividade de intervenção foi realizada em dois momentos: no primeiro momento o cuidador relatou como presta o cuidado ao familiar, simulando a mudança de decúbito, realização da higiene pessoal, troca de fralda e oferta da dieta. A partir daí, foi observado inadequações da assistência que podem suscetibilizar agravos osteomusculares no cuidador, levando a sobrecarga do cuidado.

Neste sentido, foram realizadas algumas orientações com base na literatura e uma cartilha elaborada como produto de uma dissertação de mestrado, orientando a melhor forma de realizar mudança de decúbito, como se posicionar ao carregar o familiar, como realizar a troca de fralda sem que haja sobrecarga de peso. No segundo momento, a visita foi feita para validar se houve melhoras da assistência após a entrega das cartilhas e das orientações. Em suma, os resultados encontrados durante a pesquisa permitiu observar a importância da orientação multiprofissional para a continuação do cuidado no domicílio da maneira adequada, de forma que favoreça o bem-estar do ente cuidado e previna futuros danos à saúde do cuidador.

Perfil sociodemográfico e clínico de usuários assistidos na atenção domiciliar

Autor: Victor Fernando Alves Neves

A pesquisa contribuiu para caracterizar o perfil de usuários assistidos na Assistência Domiciliar (AD). A maior parte dos usuários era do sexo masculino, com idade acima de 60 anos, católicos, aposentados e com ensino médio completo. Em sua maioria em AD do tipo Gerenciamento, em terapêutica medicamentosa venosa, diagnosticados principalmente com acidente vascular encefálico e a hipertensão arterial sistêmica. Eram assistidos principalmente pelo médico e pela enfermeira e não apresentavam lesões cutâneas.

O estudo torna-se relevante por permitir identificar o perfil dos usuários que têm possibilidade de serem admitidos na atenção domiciliar, contribuindo para a desospitalização, liberação de leitos hospitalares e qualidade de vida do indivíduo. A caracterização desses usuários poderá facilitar a elaboração de estratégias de cuidado domiciliar e o gerenciamento do cuidado domiciliar a ser prestado especificamente.  

Desenvolvimento e implantação do protocolo de Nutrição para Lesão por Pressão (LPP): um avanço no cuidado especializado em Home Care

Autor: Shasman carneiro Júnior

Este trabalho tem como objetivo principal de desenvolver e implantar um protocolo nutricional especializado em lesão por pressão em um serviço de Home Care em Salvador – BA (S.O.S Vida). E consequentemente, abreviar tempo do tratamento da lesão, gerando conforto e melhor qualidade de vida ao paciente e família, além da redução de custos diretos e indiretos para a instituição.

Análise da implantação do Método de classificação de lesão por complexidade em assistência domiciliar

Autor: Simara de Jesus, Samanta Machado Alves Campos, Rosemary Soares Telles, Ana Claudia Gonzaga.

A Assistência Domiciliar se apresenta em diferentes modalidades. Para cuidados exclusivos de curativo (Gerenciamento), usava-se um método linear onde apenas o comprimento estabelecia a complexidade e definia o custo a ser cobrado a operadora. Foi desenvolvido um novo  método de classificação da complexidade contemplando além do comprimento, largura,a profundidade, comprometimento tecidual e quantidade de lesões.

Percebe-se que método anterior de classificação da complexidade apresentava fragilidade à medida que categorizava em baixa complexidade a assistência para a maioria dos pacientes portadores de lesão, não fazendo diferenciação entre aqueles que exigiam maior demanda na realização dos curativos. Ressalta-se que quando se classifica a assistência ao paciente por complexidade sob o novo método, tornamos mais evidente o acompanhamento da evolução e/ou involução do tratamento à medida que identificamos o desmame ou extensão da complexidade da assistência.

Análise da Implantação do Protocolo de Desmame Ventilatório na Assistência Domiliar

Autor: Andréa Couto

Percebe-se vantagens e benefícios do desmame ventilatório na Assistência Domiciliar: Melhora a auto estima do paciente; Melhora a mobilização deste paciente; Redução das Infecções relacionadas  a Ventilação mecânica. Embora o desmame ventilatório em unidades de terapia intensiva seja uma prática baseada em evidências, o desmame ventilatório domiciliar ainda requer muitas pesquisas. Há necessidade de mais estudos para desbravar terrenos ainda não dominados. Este estudo é um inicio de um longo caminho para ser percorrido até ser estabelecido uma evidência cientifica forte para normatização das práticas.

Prevenção de erros de medicação envolvendo os medicamentos de alta vigilância no home care

Autor: Raquel Dosea Resende; Arauna Itaicy da Silva Araújo.

O estudo identificou as situações indicativas de erro ou quase erro, portanto, a implantação de estratégias de prevenção de erros envolvendo os Medicamentos de Alta Vigilância (MAV) torna-se exitosa, considerando o perfil variado de impacto e gravidade. A implementação de estratégias de segurança para uso dos MAV no Home Care, requer conhecimento sobre os eventos adversos e danos infligidos aos pacientes em todas as etapas da assistência. Ademais, espera-se que os novos estudos sejam discutidos os impactos e comparações quantitativas e qualitativas de erros de medicação e envolvendo os MAV, como uma oportunidade de melhoria na assistência e segurança.

Inovação tecnológica do sistema de distribuição de insumos farmacêuticos em home care

Autor: Raquel Dosea Resende; Arauna Itaicy da Silva Araújo.

A distribuição de insumos farmacêuticos representa um dos maiores anseios para sustentabilidade financeira, e constantemente os gestores avaliam o melhor modelo operacional que permita rentabilidade e minimização de riscos à segurança do paciente. A automação vinculada à segurança do paciente, mostra-se como uma oportunidade continua de melhoria na assistência ao paciente e a produtividade na otimização do recurso financeiro.

Perfil de usuários captados e não internados na atenção domiciliar

Autor: Daiane Santos Garcia

O perfil de usuários captados e não internados na atenção domiciliar, bem como seus motivos, se torna relevante para que, através dos motivos apresentados, possam ser criadas estratégias que miniminizem possíveis motivos, sejam correlacionadas as demandas clínicas, sociais e administrativas. Tratando a causa, haverá uma diminuição importante de  pacientes captados e não internados em home care, logo irá gerar um aumento no número de usuários implantados, contribuindo para a satisfação de ambas as partes envolvidas,  visando sempre uma assistência de qualidade, eficiente e diferenciada para os pacientes, bem como assegurar a confiabilidade para familiares e cuidador.

Empresa Acreditada:

Joint Commission International (JCI)

Empresa afiliada:

Associação Nacional de Hospitais Privados Anahp

Empresa afiliada:

Nead

ONDE ESTAMOS
SALVADOR - BA
Av. Dom João VI, 152, Brotas, CEP: 40.285.001
Salvador - Bahia - Brasil
71 3277 8004
ARACAJU - SE
Rua Itabaiana, 952, São José, CEP: 49.015.110
Aracaju - Sergipe - Brasil
79 3712 7904
BRASÍLIA - DF
SHN Quadra 02, nº 87, Bloco F, Sala 818
Ed. Executive Office Tower – Asa Norte, CEP: 70.702.000
Brasília - Distrito Federal - Brasil
61 3771 5490
© Todos os Direitos Reservados - S.O.S VIDA