Conheça a S.O.S Vida
Apresentação / Vídeo Institucional Nossa Equipe Núcleo Científico Conceito Linhas de Pesquisa Orientação para Pesquisadores Produções Prata da Casa Artigos / Estudos Certificação de Qualidade
Home Care
O que é Home Care Fluxograma do Home Care Vantagens do Home Care Legislação Acreditação Perguntas Frequentes
Saiba Mais
Artigos Dicas Informativos Notícias
Contato
Ouvidoria Trabalhe Conosco Contato
11 FEV 2020

Cuidados com Gastrostomia foi o tema do Café Científico promovido pela Comissão de Controle de Infecção Domiciliar da S.O.S. Vida.

O evento aconteceu durante um café da manhã nesta quinta-feira, dia 6/2, e contou com a participação de médicos e enfermeiros da matriz, em Salvador, além dos colaboradores da filial de Brasília, via videoconferência.

O que são Estomas?

Estomas são procedimentos cirúrgicos realizados para comunicar órgãos ocos a superfície corporal do paciente através de dispositivos médicos.  Essas intervenções são muito comuns durante o tratamento de diversos tipos câncer e outras comorbidades. 

Os principais estomas são:

  • Intestinais (colostomia e ileostomia)
  • Rins (urostomia)
  • Traquéia (traqueostomia)
  • Estômago (gastrostomia)

O tempo de uso vai depender da complicação clínica do paciente, podendo ser algumas vezes de uso permanente. O manuseio dos dispositivos é simples, mas demanda atenção e cuidados específicos, seja da família ou dos profissionais de Home Care.

Alinhando protocolos

A enfermeira Rosemary Soares Telles, uma das organizadoras do evento, destacou que a ideia desse Café Científico surgiu da necessidade de alinhamento de protocolos entre médicos e enfermeiros da S.O.S. Vida.

“Temos uma comissão de pele, que norteia todo e qualquer tipo de curativo realizado em nossos pacientes.Em caso de infecção, direcionamos o caso para o médico e esses procedimentos precisam ficar claros para todos os envolvidos”.

Foram realizadas 03 apresentações para reforçar a importância do tema junto a equipe de médicos e enfermeiros.

A primeira palestra ficou a cargo da enfermeira Ana Gonzaga, que tratou de temas  relacionados aos cuidados  e complicações em gastrostomia.

Depois foi a vez da médica infectologista Monique Lírio, que abordou o tema “Antibioticoterapia nas infecções em estomas”. Ela destacou a importância de fazer uso racional de antibióticos nos casos de infecção e da necessidade de alinhamento com o médico da base e a comissão de pele.

Edgar Passos abordando Estomas

Na sequência, o médico Edgard Passos de Souza, coordenador da Atenção Domiciliar, falou sobre o “Plano Integrado e Individualizado do Cuidado”, explicando como funciona a metodologia e tirando dúvidas sobre o preenchimento dos formulários.  

Os participantes interagiram durante todo o evento, tirando dúvidas e compartilhando também suas experiências.

A médica Jamile Silva Brito gostou da iniciativa.

Alguns protocolos de cuidado da empresa foram renovados e é importante que tenhamos esse conhecimento para cuidar melhor de nossos pacientes”

A enfermeira Maria Emília, que participou ativamente, fazendo perguntas, elogiou o evento, afirmando que esse tipo de encontro é bem construtivo, pois tira dúvidas e uniformiza procedimentos.

Gastrostomia, Dermatites e Granuloma

Uma das complicações mais comuns nos pacientes em uso de estomias são as dermatites, causadas por uma reação inflamatória decorrente de umidade ou atrito do dispositivo com a pele.

“Cuidados simples e rotineiros fazem grande diferença na prevenção da dermatite. Eles são realizados pela equipe que assiste o paciente, mas também fazemos orientações constantes para compartilhar os cuidados com a família.

Na gastrostomia, um dos estomas de maior prevalência, é importante, por exemplo,   realizar um giro de 360º diariamente para evitar aderência do balão na parede abdominal, prevenindo assim necrose no local”, explica Ana Gonzaga.

Higienizar a região com água e sabão de maneira leve, sem atrito, manter o local seco, não cobrir o estoma com curativo, verificar vazamentos – e quando existirem, limpar a área com solução fisiológica – são alguns dos procedimentos que devem ser realizados de forma contínua.

Ana Gonzaga recomenda também manter o tronco do paciente elevado em 30-45º para facilitar o esvaziamento gástrico.

Outra complicação recorrente e que exige atenção em estomas de gastrostomia é o surgimento de granuloma, que muitas vezes pode ser confundido com uma infecção.

“Granuloma é caracterizado por um crescimento de tecido de granulação avermelhado em região peri estoma, causado principalmente pelo excesso de umidade na região. Nos casos iniciais, não traz desconforto nenhum, porém quando não tratado corretamente pode apresentar sangramentos e bastante dor. Nesses casos é necessário uma atuação maior da equipe assistencial”, destaca Ana Gonzaga.

Empresa Acreditada:

Joint Commission International (JCI)

Empresa afiliada:

Associação Nacional de Hospitais Privados Anahp

Empresa afiliada:

Nead

NEWSLETTER
ONDE ESTAMOS
SALVADOR - BA
Av. Dom João VI, 152, Brotas, CEP: 40.285.001
Salvador - Bahia - Brasil
71 3277 8004
ARACAJU - SE
Rua Itabaiana, 952, São José, CEP: 49.015.110
Aracaju - Sergipe - Brasil
79 3712 7904
BRASÍLIA - DF
SHN Quadra 02, nº 87, Bloco F, Sala 818
Ed. Executive Office Tower – Asa Norte, CEP: 70.702.000
Brasília - Distrito Federal - Brasil
61 3771 5490
© Todos os Direitos Reservados - S.O.S VIDA